segunda-feira, 26 de maio de 2014

SEM HUMILDADE NÃO HÁ ESCLARECIMENTO

(Texto enviado por Gisele)

Não se esconda das grandes questões do espírito ou mesmo da natureza humana. Participe dentro de suas doutrinas ou religiões buscando cada traço da verdadeira sabedoria imposta sobre aqueles que de alguma forma carregam a sensibilidade mediúnica e que na posição de médiuns venham tentar de alguma forma esclarecer determinados assuntos ou dúvidas.
 O esclarecimento é um dos maiores objetivos da Umbanda. Esclarecimento em todos os sentidos. Sem esclarecimento não tem doutrina, não evolui e assim por diante. O esclarecimento está ligado como objetivo em todas as religiões. Basta buscar esclarecimento para crer.
 Minhas simples palavras para aqueles que buscam esclarecimento.
 “Sem humildade não há esclarecimento”, porque tem que ser humilde para dar e receber esclarecimento. A vaidade, o orgulho, a ganância, a inveja, ou seja, toda forma negativa de comportamento traz consigo a falta de humildade que anula o esclarecimento e crescimento.
 Esclarecimento já tantas vezes citado nessas tão poucas iniciais linhas, mas, que já une com o crescimento. O esclarecer é a semente para o crescimento. Quem esclarece, ajuda a crescer e quem cresce ajuda esclarecer.
 Talvez digam que nego véio tá bebo.
Pai Antônio do Cruzeiro das Almas.

(Mensagem Recebida pelo Médium Alberto Magno da Equipe Genuína Umbanda)


segunda-feira, 19 de maio de 2014

O PIOR INIMIGO

(Texto da Mesa I - Fevereiro 2014)

Um homem admirável pelas qualidades de trabalho e pelas virtudes do caráter foi alvejado pelos inimigos da Humanidade, que conhecemos por Ignorância, Calúnia, Maldade, Discórdia, Vaidade, Preguiça e Desânimo, os quais tramaram, entre si, agir contra ele, conduzindo-o à derrota.
O honrado trabalhador vivia feliz, entre familiares e companheiros, cultivando o campo e rendendo graças ao Senhor pelas alegrias que desfrutava por ser útil.
A Ignorância começou a perseguição, apresentando-o ao povo como mau observador das obrigações religiosas. Dizia que ele se utilizava do trato da terra, cheio de ambições desmedidas para enriquecer à custa do suor alheio. Dizia que ele não tinha fé, nem respeitava os bons costumes.
O homem, então, sabendo que o adversário distribuía as calúnias, de longe sorriu calmo e falou com sinceridade:
- A Ignorância está desculpada.
Surgiu, então, a Calúnia e denunciou-o às autoridades como sendo espião de interesses estranhos. Dizia que aquele homem vivia quase sozinho, para melhor comunicar-se com vasta quadrilha de ladrões. O serviço policial tratou de minuciosas averiguações e, ao término do inquérito vexatório, a vítima afirmou sem ódio:
- A Calúnia estava enganada.
E trabalhou com dobrado valor moral.
Logo após, veio a Maldade, que o atacou de mais perto. Com ações totalmente ofensivas incendiou-lhe o campo, destruiu-lhe milharais enormes, prejudicou-lhe a vinha, poluiu-lhe as fontes. Todavia, o operário incansável, reconstruindo para o futuro, respondeu sereno:
- Contra as sombras do mal, tenho a luz do bem.
Quando os adversários perceberam que haviam encontrado um espírito de fé inabalável, instruíram a Discórdia que passou a assediá-lo dentro da sua própria casa. Fizera provocações de todos os lados e, a breve tempo, irmãos e amigos relegaram-no ao abandono.
O servo diligente, dessa vez, sofreu bastante, mas ergueu os olhos para o Céu e falou:
- Meu Deus e Meu Senhor, estou só. No entanto, continuarei confiante em Ti. A Discórdia será por mim esquecida.
Apareceu então a Vaidade que o procurou em casa, afirmando-lhe:
- É um grande herói... Venceste aflições e batalhas! Será apontado à multidão como um justo e será santificado!
E mesmo assim, o trabalhador sincero repeliu-a, imperturbável:
- Sou apenas um átomo que respira. Toda glória pertence a Deus!
Ausentando-se a Vaidade com desapontamento, entrou a Preguiça e, acariciando-lhe a fronte com mãos traiçoeiras, disparou:
- Teus sacrifícios são excessivos... Vamos ao repouso! Já perdeste as melhores forças e deixaste passar os melhores momentos. É hora de descansar!
Vigilante, contudo, o homem replicou sem hesitar:
- Meu dever é o de servir em benefício de todos, até ao fim da luta.
Afastando-se a Preguiça vencida, o Desânimo compareceu. Não atacou de longe, nem de perto. Não se sentou na poltrona para conversar, nem lhe cochichou aos ouvidos. Entrou no coração do operoso lavrador e, depois de instalar-se lá dentro, começou a perguntar-lhe:
- Esforçar-se para quê? Servir porquê? Não vê que o mundo está repleto de colaboradores mais competentes? Que razão justifica tamanha luta? Quem o mandou nascer neste corpo? Não foi a determinação do próprio Deus? Não será melhor deixar tudo por conta de Deus mesmo? Que espera? Sabe, acaso, o objetivo da vida? Tudo é inútil... Não se lembra de que a morte destruirá tudo?
O homem forte e valoroso, que triunfara de muitos combates, começou a ouvir as interrogações do Desânimo, deitou-se e passou algum tempo sem se levantar, deixando de lado tudo aquilo que pregou e todas as conquistas que guiaram seus dias na Terra. Prestes a abrir mão de suas vitórias contra os inimigos mais cruéis, entregava-se à pregação do Desânimo contra a batalha diária que se propunha anteriomente a seguir.
Foi quando forças amigas, sob comando da Fé, se uniram para mostrar-lhe o cenário de derrota que se desenhava em sua vida. Vieram a Inteligência, a Verdade, a Bondade, o Amor, a Humildade e a Coragem, anteriormente vencedoras das batalhas individuais contra cada um dos antigos adversários, para mostrar ao Homem a força de quem estava ao seu lado.
A Inteligência lhe mostrou que ele agora estaria mais forte por reconhecer qual era a sua fraqueza a fim de poder combatê-la. A Verdade deixou bem claro que apesar das boas intenções, por vezes encontramos dificuldades em manter uma atitude firme, mas que é na resistência que nos fortalecemos. A Bondade trouxe a certeza de que não há mal que vença a satisfação de manter uma postura de auxílio a quem necessita, mesmo que ele não nos deseje o bem. O Amor deixou claro que abriu espaço dentro dele para que a compreensão o tornasse mais resistente contra as dores da vida. A Humildade não deixou que seus olhos se cegassem à luta diária e a Coragem lhe deu forças para sempre recomeçar.
Todas as tropas amigas, sob o comando da FÉ, determinaram que ele então se levantasse, acelerasse o passo e não se atrevesse a parar novamente. Ofereceram a ele uma arma potente chamada Oração, capaz de iluminar os corações mais inertes e desfazer os traços de negatividade fortalecidos pelos adversários da Humanidade. Através de uma rajada positiva sentimentos nobres, derrotaram um a um, cada um dos soldados do Exército do Negativismo, fazendo aumentar dentro daquele homem, a cada vitória, a noção da graça de viver em solo fértil.
E assim, com o Tempo e a Perseverança, até o mais forte inimigo que quase conseguiu derrotá-lo, bateu em retirada, reprimido pelas forças amigas que motivavam o Homem à vitória. Foi então que o Desânimo se aquietou em um canto, recluso, acompanhado de seus aliados, já enfraquecidos pela batalha, a fim de encontrar novas possibilidades de vitória sobre aqueles que nunca deram ouvidos ao que dizia a Fé. Todos os dias ele tenta invadir os corações, encontrando portas fechadas em alguns deles, mas, por vezes, encontra portas abertas pela dúvida e pela descrença em diversas moradas. Não deixemos que ele vença uma batalha sequer e cuidemos para combatê-lo a cada dia, liderados pela força invencível da FÉ INABALÁVEL.


Adaptado para a Mesa de Estudos pelo CEENC.  De XAVIER, Francisco Cândido. Alvorada Cristã. Pelo Espírito Neio Lúcio. FEB. Capítulo 22.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

SOU MÉDIUM DE UMBANDA E ACREDITO

(Texto enviado por Gisele)

Algumas pessoas podem não concordar comigo ou mesmo não acreditar em minhas palavras, porém somos aquilo que acreditamos e assim decidimos o nosso caminho.
 Eu acredito em Deus, eu acredito em Jesus Cristo, eu acredito nos Orixás da Umbanda, eu acredito no Mentor Espiritual que me guia e nos Guias Espirituais de Umbanda que utilizam minha mediunidade; Eu acredito na Umbanda, por isto as decisões que tomo em minha vida são baseadas no meu entendimento que, sem Eles participando constantemente no meu caminhar e sem um ajuste diário em minhas atitudes, pensamentos e sentimentos, conforme a mensagem de Jesus, além de estudar continuamente buscando a Verdade que Ele trouxe, esta minha vida seria como um navio perdido, sem bússola em um oceano desconhecido.
 Eu acredito que minha mediunidade não é missão, mas sim parte da depuração de meu espírito que escolheu este caminho para que eu como encarnado, pudesse amenizar o meu carma e também através da caridade que recebo do Alto Astral, crescer moralmente e espiritualmente. Este foi o caminho que meu espírito escolheu para poder passar por esta encarnação apoiado pelos Bondosos Espíritos que tanto me amam e oram para que eu supere as tentações da carne e aprenda que tudo passa.
 Pois realmente tudo passa, alegrias, tristezas, dificuldades, doenças, entre tantas outras experiências, pois a encarnação é muito pequena perto da vida eterna do espírito e a busca por viver eternamente em comunhão com o Amor do Pai, que é o que Ele deseja para mim e para todos os seus filhos. Portanto, só posso acreditar que a educação espiritual, a reforma moral constante, a vigília, oração e o Evangelho de Jesus são os únicos meios para que eu possa caminhar seguro nesta direção.
 Muitos irão dizer que é uma vida de sacrifícios e renúncias, mas o que para uns é sacrifício para mim é aprendizado, o que para uns é renúncia para mim é conquista. Pois é no aprendizado que me faz crescer e na conquista de minha paz interior que posso dizer a mediunidade, para mim, não é um fardo, pois sei que sempre terei todos os Bons Espíritos e Jesus Cristo a me ampararem e nisto acredito e tenho fé, sendo de minha confiança total que, assim, posso ser uma pessoa melhor, me amar e poder amar aos meus irmãos encarnados ou desencarnados, amando acima de tudo o Pai que me criou e que também me ama.
 Acredito que se estar encarnado é estar na escola do Espírito, então terei que passar por provas que mostrem que meu aprendizado permite que eu passe para novos estágios evolutivos; Por isto acredito que a Umbanda com Jesus Cristo, a Umbanda que o Caboclo das 7 Encruzilhadas nos trouxe, a Umbanda que o Caboclo Ventania e meu Pai Rompe Mato seguem, é a escola que me permitirá ter bons professores e conhecimento para alcançar a evolução moral e cristã que meu espírito se propôs, ao vir para esta encarnação.
 Por isto acredito que ser médium na Umbanda é libertar o espírito das amarras do desconhecimento, das crendices e superstições que paralisam a evolução e que a caridade efetuada pelos Bons Espíritos através de minha mediunidade é luz para o meu caminho e o caminho de muitos que buscam também o Amor grandioso do Pai e somente com disciplina para buscar meu crescimento espiritual e moral, com estudo para buscar o conhecimento e a Verdade que liberta e muito trabalho que fortifica meu espírito, é que poderei ser um médium com Jesus e sempre ser feliz.
 Sou médium de Umbanda e acredito.
Pai Reginaldo

(Sacerdote Dirigente do T. E. Cruzeiro da Luz - Cabana do Caboclo Rompe Mato)

segunda-feira, 5 de maio de 2014

CROMOTERAPIA - PARTE I - CURA PELAS CORES

(Texto enviado por Wânia Valle)

 
 
Sabemos que as cores, cientificamente, são forças Divinas e que, empregadas corretamente, podem estabelecer o equilíbrio e a harmonia do corpo humano.
A cromoterapia da qual falarei, é baseada nas sete cores do espectro solar e em suas vibrações magnéticas; Ela não é uma medicina corretiva, mas ativadora, que tem como finalidade, restaurar e criar condições de recuperar células debilitadas, através da ação da cor no corpo etéreo.
Nosso corpo é um conjunto de células situadas em áreas definidas. Cada campo celular se encontra em uma vibração característica e emite, de seu núcleo, uma coloração própria. O campo celular, se encontrando em perfeito funcionamento, emitirá sempre sua cor própria (vide estudos sobre chakras). A partir do momento em que adoecemos, ou temos alguma disfunção, essa cor começa a mudar seu matiz. Ao conseguirmos detectar tais mudanças, a cromoterapia funcionará como correção, pois enviará ao campo celular afetado, uma energia luminosa do mesmo matiz de sua vibração, o que regularizará e reativará a vibração correta do referido campo celular, pois as doenças físicas, nada mais são do que desequilíbrios nas funções celulares. Então, podemos dizer que cromoterapia é a terapia de regeneração através de energias luminosas.
Mas será que só a projeção das cores é capaz de ajudar as pessoas?
Bem, se houvesse apenas o corpo físico e nada mais, seria possível, mas não é o caso, pois há um conjunto de energias que se correlacionam, essas energias são invisíveis à visão humana, mas cientificamente comprovadas. Refiro-me à aura e ao corpo etéreo que abastecem o corpo físico; esses corpos são o duplo etéreo e o perispírito, que são a sede do espírito encarnado.
Sendo, o corpo físico, uma energia, esta deve ser renovada, alimentada e restabelecida a todo instante e, para que isso se torne possível, existe um ativo mecanismo energético, alimentador e mantenedor da matéria física, composta de:

·        Perispírito – sede do espírito imortal, corpo etéreo e matriz do corpo físico.
·        Duplo etéreo – onde se localizam os chakras, é a sede de captação, da emanação e da filtragem das energias.
·        Chakras – são centros de força localizados no duplo/corpo etérico, cujo brilho das suas emanações se estendem para fora do corpo físico. Situam-se na região dos plexos/centros nervosos (emaranhado de nervos ou regiões do corpo físico onde se concentram ou se entrelaçam vários “nervos” condutores de energia). Têm a finalidade de catalisar energias vitais que passam para os plexos orgânicos, sendo conduzidos ao organismo pelo sistema nervoso. De acordo com a vibração da energia que captam/emanam, brilham transparecendo determinada cor, que é conduzida para o organismo através dos meridianos (ou fios condutores dos impulsos energéticos).

A energia quando circula harmonicamente através dos chakras, faz com que seja percebido um movimento giratório no sentido horário. O brilho emanado quando dessa rotação, bem como seu tamanho, está diretamente relacionado com o grau de evolução do individuo e com suas características e habilidades.
Qualquer disfunção nos chakras, afeta as glândulas correspondentes (projeção material dos centros energéticos) e este deixa girar harmonicamente. A utilização de luzes coloridas direcionadas aos respectivos chakras facilita o processo de reequilíbrio dos mesmos, reforçando-os, expandindo-os e desenvolvendo-os.
Para se aprofundar o estudo sobre chakras, acesse nossa página (www.ceenc.com.br) e consulte as primeiras três aulas detalhadas sobre o assunto.
Despeço-me por aqui e peço que aguarde a segunda parte sobre a importância da cromoterapia em nossas vidas. Não deixe de acessar o site para saber quais as cores que lhe ajudarão a equilibrar corpo, mente e espírito.
Abraços, CEENC.
 
Cromoterapia , a cor e você , Valcapelli
Cromoterapia Qualidade da cores , Moriel Sophia
Curso da Ordem Exotérica SÀo Francisco de Assis